Atendendo à emergência de saúde pública de âmbito internacional, declarada pela Organização Mundial de Saúde, no dia 30 de janeiro de 2020, bem como à classificação do vírus como uma pandemia, no dia 11 de março de 2020 e tendo sido declarado Estado de  Emergência, em 18 Março de 2020 importa acautelar, normas de contingência para a epidemia SARS-CoV-2, e, bem assim, assegurar a aplicação da medida extraordinária contemplada no Artº 18 do DL 10-A/2020 de 13 de Março, com o intuito único de promover ações que aumentem as possibilidades de distanciamento social e isolamento profilático.

 A APH não pode, nem deve promover ações contrárias ao isolamento profilático, pois as mesmas seriam contrárias ao senso comum, assim como aos seus fins, de que todas as pessoas com hemofilia ou perturbações hemorrágicas possam ter uma melhor qualidade de vida.

A situação excecional que se vive no momento atual e a proliferação de casos registados de contágio de COVID-19 exige a aplicação de medidas extraordinárias. Neste sentido, é prioritário que se garanta a proteção da saúde de todos os associados da APH

Atendendo a esta situação, com uma consciência humanista, pela defesa por todos os meios da integridade física, preservando deste modo o valor da vida, pelo bom nome da Associação e ao abrigo da Lei, após auscultação do Órgão Executivo da Associação que é a sua Direção através do seu Presidente, declaro o adiamento da Assembleia Geral Electiva, para data a anunciar oportunamente até 30 de junho de 2020 em conformidade com o Artº 18 do DL 10-A/2020 de 13 março 2020.

O Presidente da Assembleia Geral

CMDT Paulo Jorge da Conceição Vitorino